Maldivas na pandemia 

V I A G E N S

Viajar para as Maldivas na pandemia é possível e seguro!! Contudo, é imperativo cumprir algumas normas e aceitar determinadas restrições. Bem como é necessário possuir um teste covid-19 PCR negativo e um documento específico emitido pelo governo das Maldivas.  

Neste artigo vais ficar saber tudo sobre os documentos que precisas para viajar para as Maldivas durante a covid-19. Assim como te vamos contar como foi a nossa experiência em plena pandemia, quando viajamos às Maldivas em janeiro de 2021.

Mas antes de mais, se estás a planear viajar para as Maldivas deverias ler o nosso artigo completo, que te irá ajudar muito a planear a tua viagem. 👇

melhor destino de 2020

As Maldivas foram consideradas o lugar que virou exemplo da retoma do turismo durante a pandemia, tendo recebido o prémio de melhor destino de 2020 no “World Travel Awards – o “óscar do turismo”.

Utilizando uma política de contenção, as Ilhas Maldivas receberam ainda o selo “Safe Travels” do Conselho Mundial de Viagens e Turismo em setembro 2020.

O Arquipélago das Maldivas, reabriu as suas fronteiras aéreas no dia 15 de Julho de 2020. Contudo, todos os barcos de cruzeiro estão, neste momento, proibidos de atracar nas Maldivas.

O governo declarou que para turistas que pretendam visitar o Arquipélago, não é necessária a quarentena à chegada.

A título de curiosidade, todos os passageiros não turistas, tais como residentes e estudantes, são sujeitos a uma quarentena de 14 dias, a ser cumprida num local designado pelo Governo das Maldivas. Posteriormente, todos são testados antes de saírem da quarentena.

Documentos obrigatórios para viajar para as Maldivas na pandemia:

São exigidos os seguintes documentos:

  • Passport válido por seis meses;
  • Confirmação da reserva do hotel, bem como as datas da tua estadia.

Este é um formulário que tu preenches completamente online. E no final, quando o submetes é emitido automaticamente um código QR. Em seguida, deves fazer um preent-screen da tela e guardar a foto do código QR. Ou seja, não é necessário imprimir o código se tiveres a foto no telemóvel.

Este formulário tem que ser preenchido nas 24h antes do momento do embarque. E vai-te ser solicitado no momento do check-in. Muito atenção!!! Porque sem este código QR não é possível fazer o check-in para a tua viagem às Maldivas.

Por exemplo, no nosso caso, nas 24h antes do nosso voo tentamos preencher e aparecia sempre uma mensagem a dizer que o servidor do site deles estava em baixo. Assim, fomos para o aeroporto sem o formulário IMUGA preenchido e não nos deixaram fazer o check-in no balcão. Já no aeroporto voltamos a tentar preencher o formulário no telemóvel e por sorte, deu! Mas no balcão já nos estavam a avisar que este código não íamos poder embarcar.

A partir de 10 de setembro 2020, as visitas turísticas e de curta duração às Maldivas requerem a apresentação à chegada de um teste “Covid-19 PCR”, realizado nas 72 horas anteriores ao momento do embarque, com um resultado negativo. Os resultados do teste devem ser apresentados em inglês e devem conter o nome do passageiro, conforme passaporte, bem como o nome e morada do Laboratório.

Passageiros que tenham estado em trânsito por mais de 24 horas deverão repetir o teste à chegada. 

Onde realizar
o teste PCR à COVID-19?

Quando fazes o teste, É MUITO IMPORTANTE, que consideres que a emissão do resultado pode levar até 24h a 48h. E também deves ter em conta a data e hora em que vais chegar ao teu destino. Assim sendo, é importante que a duração total do voo não seja superior a 24h, pois caso seja superior a 24h, terás de repetir o teste no país onde fazes a escala longa.

Por exemplo, nós fizemos o teste na Unilabs na Suíça. Mas, este laboratório também existe em Portugal, por todo o país. Assim sendo, podes fazer a marcação do teste online diretamente no site  – Unilabs.

Também sabemos que em Portugal é possível fazer o teste na Cruz Vermelha Portuguesa a um preço inferior em relação ao da Unilabs.

Contudo, antes de fazeres o teste lembra-te de primeiro perguntar se a emissão do teste é entre 24h a 48h.

NOTA – O teste terá de ser obrigatoriamente um teste laboratorial RT-PCR e não serão aceites testes rápidos ou qualquer outro que não o RT-PCR.

Viagem anulada porque o teste covid-19 é positivo!

Infelizmente, quando estamos a marcar uma viagem em tempos de pandemia, temos que ter noção que, de repente caso o teste indique positivo antes de viajar, a viagem será forçosamente anulada.

Então recomendamos que uses seguro de cancelamento para as viagens. Adiciona seguro aos voos. E compra os hotéis com cancelamento gratuito.

Sintomas de COVID-19
na chegada às Maldivas

É frequentemente avaliada a temperatura corporal, tanto no momento da chegada ao aeroporto das Maldivas, bem como durante os transferes e à chegada ao hotel/resort.

Caso apresentes sintomas de COVID-19 à chegada, terás que ser testado e os encargos monetários do teste são submetidos ao viajante.

Teste COVID-19
nas Maldivas para regressar ao teu país de origem

Todos os hotéis/resorts providenciam do serviço para realizar o teste no local. Mas cabe-te a ti entrares em contacto com a receção alguns dias antes do teu regresso, de forma a organizares a melhor data e hora para realização do teste.

No nosso caso que estávamos hospedados no SUN ISLAND RESORT & SPA, o preço foi de de 150€ por pessoa.

👉PEDE AQUI O TEU CARTÃO REVOLUT GRATUITO – Poupa e gere o teu dinheiro com a Revolut, a melhor app financeira para evitares despesas bancárias em viagem.👇

Como foi a nossa experiência de viajar às Maldivas na pandemia?

Na verdade, poder viajar para as Maldivas na pandemia foi para nós uma verdadeira lufada de ar fresco. Contudo, tivemos muitos cuidados diários, para evitar ser contaminados.

Acreditamos que é fácil adquirir o vírus se não cumprirmos as regras de higiene e segurança básicas.

Então vejamos…

o facto de ser exigido um teste PCR negativo à Covid-19 na chegada às Maldivas, não significa que os viajantes estejam todos negativos, logo não podemos facilitar!

E porque é que não significa que os viajantes estão todos negativos?

Porque se o teste é feito até 72h antes do voo, não garante que a pessoa faça o teste e posteriormente não esteja em contacto com alguém positivo, tornando-se assim portadora do vírus em fase de incubação. Logo, mesmo sem saber, já pode estar a contaminar outras pessoas.

Muita coisa acontece em 72h, desde o momento em que se realiza o teste até ao embarque, certo? A menos que a pessoa fique fechada em casa a 7 chaves. E mesmo assim…

Continuando neste pensamento, ficamos bastante admirados quando chegamos ao resort e reparamos que todos os viajantes andavam sem máscara. Sim é verdade!!! Apesar de existirem placas pelo resort a pedir o uso da máscara.

A realidade é que, além de todo o staff que usava sempre máscara, nós eramos dos únicos hospedes a utilizar a máscara diariamente.

Na nossa opinião, não usar mascara está errado!

Nós, como profissionais de saúde e sabendo como se propaga o vírus tivemos sempre cuidado. Por isso, quando estávamos em locais comuns utilizávamos sempre máscara, bem como outras medidas.

Se tens dúvidas de como te proteger do vírus durante as tuas viagens na pandemia – temos um vídeo que te pode ajudar com as 7 ESTRATÉGIAS para viajar em tempos de Covid-19

O Resort:

Felizmente o Sun Island Resort implementou um plano para evitar a propagação do vírus, utilizando varias estratégias como:

  • Era sempre o mesmo funcionário que nos servia as bebidas à mesa;
  • Na ida ao buffet eram os funcionários que nos serviam, nós apenas segurávamos o prato e dizíamos o que queríamos.
  • Tínhamos uma mesa destinada apenas ao nosso quarto desde o início ao fim da estadia;
  • Eram facultadas máscaras gratuitas aos viajantes;
  • Existiam depósitos de álcool gel para desinfeção das mãos em vários pontos do hotel.

Portanto, de um modo geral, por parte do resort foram tomadas as medidas necessárias para evitar a propagação do vírus. Mas queremos reforçar mais uma vez que cabe a cada um de nós tomar consciência e sermos assertivos no combate a esta pandemia mundial. Para isso é crucial usar mascara, lavar/desinfetar as mãos frequentemente, desinfetar sempre os dispositivos como, telemóvel, camaras fotográficas, pois pousamos, por vezes em cima de superfícies, sem nos apercebermos, que podem estar contaminadas, evitar grandes aglomerados de pessoas e manter distâncias de segurança.

Se gostavas de conhecer mais detalhes do hotel onde ficamos, consulta o comentário que fizemos do hotel neste artigo 👇

Nota final

Queremos ressalvar que as regras dos países estão sempre a ser atualizadas durante a pandemia. Por isso, este documento é para te ajudar a compreender no geral como as Maldivas estavam a funcionar quando lá fomos em 2021. MAS, não deves deixar de consultar o site oficial para teres as informações atualizadas no momento da tua viagem ok? 

E podes ainda consultar o nosso artigo sobre as 10 questões mais frequentes quando queres viajar para as Maldivas.

Esperamos que os vários artigos que escrevemos sobre as Maldivas sejam para ti uma preciosa ajuda para planeares as tuas férias Maldivas na pandemia.

Deixa nos comentários abaixo a tua opinião e experiência. Desta forma aprendemos juntos e podemos melhorar diariamente.

E não te esqueças:

Continua a acompanhar as nossas aventuras através do nosso instagram em @soulnursespassport.

PLANEIA A TUA VIAGEM ÀS MALDIVAS

A única forma de ajudares este blog manter-se activo de forma a continuar a inspirar-te e a dar-te dicas de viagens gratuitamente é usando os links disponibilizados neste artigo para fazer as suas reservas.

Nomeadamente:

Em primeiro lugar está a saúde, por isso, nunca viajamos sem seguro!

Faz um seguro de viagem na IATI Seguros e aproveita o desconto que te oferecemos de 5% (usando este link)

Reserva o teu Hotel/Resort nas Maldivas com o nosso Link, e aproveita as promoções do booking (é onde nós fazemos a maioria das nossas reservas).

Se precisas de um transfere ou comprar bilhetes de avião/comboio/autocarro/barco, utiliza a Omio e os seus preços imbatíveis.

Se precisas de alugar viatura própria, aluga um carro na Discovercars. Passamos a recomendá-la desde que descobrimos que têm preços bem mais baixos do que a Rental Cars.

Reserva as melhores atividades, pontos de interesse e entradas nos melhores monumentos da cidade que vais visitar com a Get Your Guide. Usufrui dos melhores descontos.

Poupa e gere o teu dinheiro com a Revolut, a melhor app financeira para evitares despesas bancárias em viagem.

Existe uma aplicação gratuita – TheFork, que podes instalar no teu telemóvel e te permite reservar restaurantes e ainda usufruires de descontos até 50%.

Adere agora mesmo à app e ganha 10€. 

Para isso, clica neste link, e depois introduz o código 7D774B77 ! Ganhas de imediato 1000 Yums = 10€ de desconto na tua próxima ida a um restaurante!

Deixe um comentário